segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

O ESQUILANGUE DE ANANIAS



Uma das cidades mais pesquisadas da Paraíba sem dúvidas é Rio Tinto. Já foram muitos os doutores e amadores que tocaram livros ou outros trabalhos sobre o lugar. Muita coisa rolou, falaram de tudo ou quase tudo, mas, até hoje, ninguém - absolutamente ninguém -, tratou do famoso Esquilangue de Ananias.

Era um local badalado e, em termos de sociedade, frequentado por gregos e troianas. E mesmo não sendo um cabaré nos termos institucionais da palavra, foram muitas as mulheres que viveram ranzinzas temendo perder seus maridos por causa daquela casa. E vice-versa. Muitos homens também tremiam nas bases.

Por anos, lancei meu humilde faro jornalístico (e de detetive mesmo) em busca de detalhes sobre o esquilangue (funcionamento, normas, bebidas, comidas, costumes, frequentadores...), mas assumo que os resultados obtidos até agora foram insignificantes, mais precisamente pífios.

Quem tiver informações do dito cujo por favor socorra essa minha investigação, pois se eu não pagar ou ganhar dinheiro, e nem mesmo melhorar meu futuro livro com isso, ao menos saciarei essa curiosidade da bexiga taboca que tenho pelo rumoroso assunto.

Aceito todo tipo de ajuda e se você não souber muita coisa, ao menos me informe o que significa e qual seria a origem da danada dessa palavra Esquilangue (ou isquilangue, sei lá!), pois já fui a todo tipo de professor, etnologista e dicionários (Mestre Aurélio, Câmara Cascudo...) e nem sinal eu tenho encontrado.

Pois bem: já que o diabo desse Feicibuque vai bater no Japão, fico no aguardo de alguma notícia boa. Passar bem e Feliz Ano Novo pra todo mundo.


COMPLEMENTO: Provoquei esse texto no Facebook e, dentre os mais diversos comentários, um deles realmente veio no clima da provocação e do amigo Adil Pimentel. Explicou ele: "Caro amigo Ademilson, em conversa, há anos, com a saudosa e espirituosa Karla Lundgren, esposa de seu Nelson Lundgren, foi dito por ela que "esquilangue" tratava-se da corruptela do termo inglês "sky lounge" (salão do céu) e que bem poderia ser do inferno: só tinha diabinhas!!!". 

Valeu Adil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário